Atendimento: (11) 3477-1003 ou 99901-3932
Facebook Twitter Youtube Whatsapp
Ilha de Páscoa
- Parque Nacional Rapa Nui
Esse parque com mais de 7 mil hectares, declarado Patrimônio Mundial, cobre 40% da ilha e abriga a maioria das 270 plataformas cerimoniais e dos 900 moais existentes em Páscoa. O local está dividido em sete setores, cujas atrações turísticas mais importantes são a área urbana de Hanga Roa, os vulcões Rano Kau e Rano Raraku, os moais do Ahu Akivi e a praia Anakena.

- Caleta Hanga Roa o Tai
Essa pequena enseada localizada na área central de Hanga Roa é o ponto de partida para quem quer conhecer a região desde outra perspectiva: as belas águas do Pacífico que banham Rapa Nui. É dali que saem as embarcações com visitantes e mergulhadores em direção às impressionantes rochas das ilhotas Kao Kao e Nui. As águas esverdeadas do setor são apenas uma pequena amostra do que o viajante deverá encontrar mar adentro. Em frente, localiza-se uma das únicas plataformas de fácil acesso de toda a ilha: Tautira, conhecida como Kopeka Tae Ati.

- Vulcão Rano Kau
Esse é um dos três centros vulcânicos que deram origem à Ilha de Páscoa e porta de entrada natural a Orongo, antiga aldeia cerimonial rapa nui. O local serviu de cenário natural para o tradicional ritual do "Homem Pássaro", competição que culminava na escolha do líder da ilha. Assumiria o cobiçado posto real aquele que conseguisse capturar o primeiro ovo de uma famosa andorinha marinha local, o Manutara. Hoje, sua cratera é uma bela lagoa com microclimas que favorecem o desenvolvimento de diversas espécies de plantas. Os paredões íngremes do vulcão, sobretudo as rochas desgastadas pela erosão marinha do lado sul, são uma das imagens mais impressionantes de toda a ilha.

- Vulcão Rano Aroi
O centro desse jovem vulcão de "apenas" 300 mil anos é famoso por abrigar uma cratera que, hoje, é formada por uma lagoa coberta por juncos.

- Rano Raraku
O maior destaque desse vulcão inativo, localizado a noroeste do centro de Hanga Roa, é a impressionante fábrica de moais que se encontra ao seu redor, onde os aborígenes talhavam pedras da montanha para dali extrair o maior símbolo da cultura rapa nui. Sob seus pés, repousam mais de 300 imensas estátuas em diferentes etapas de elaboração que foram abandonadas, durante as guerras internas, como o moai que repousa, horizontalmente, no interior de uma rocha.

- Caverna Ana Kakenga
Quem passa pelo discreto e estreito buraco de acesso a essa caverna, conhecida como "Dos Ventanas", não imagina a beleza e os mistérios que se escondem sob o solo rapa nui. No interior dessa caverna formada por lavas vulcânicas, um salão largo com duas janelas naturais com vista para o mar espera pelos visitantes mais aventureiros. Conta a lenda que espíritos rapa nuis ainda vivem em seu interior.

- Caverna Kai Tangata
O destaque dessa caverna formada por lavas de vulcão há mais de um milhão de anos é seu teto com pinturas rupestres feitas em tons avermelhados e brancos. Animais nativos como aves marinhas estão representados em seu interior. O local está fortemente relacionado com o clássico ritual do Homem Pássaro de Orongo. Localizada no setor de Mataveri, ao sul de Hanga Roa, a caverna pode ser visitada a pé ou de bicicleta.

- Caverna Ana Te Pahu
Área subterrânea formada por quatro câmaras conectadas por escuros corredores que serviram de refúgio durante as diversas guerras tribais que aconteceram na ilha entre 1200 e 1500 d.C.. O destaque dessa caverna, localizada próximo ao Ahu Tepeu, é a variada vegetação localizada em seu interior.

- Maunga Terevaka
É do ponto mais alto da ilha, a 511 metros do nível do mar, que o visitante começa a ter a real dimensão das belezas locais. O mirante natural que se forma no topo desse morro é o local ideal para uma longa e silenciosa admirada, em 360° de Páscoa. A atração pode ser visitada pela trilha que começa no vulcão Rano Roi e termina nas águas esverdeadas da praia Anakena.

- Motu Opope
As águas fortes do Pacífico que batem sobre uma plataforma natural sobre o oceano é um dos locais preferidos pelos locais praticantes da pesca artesanal. Mas por trás desse espetáculo marinho, o visitante sem intimidade com a pescaria encontra uma pequena e bela piscina natural que pode ser freqüentada nos dias de ondas menos fortes. O local está no lado leste da ilha, na estrada de acesso ao vulcão Rano Raraku.

- Praia Anakena
Localizada na costa norte de Páscoa, essa tranquila praia de areia fina, coqueiros e com águas esverdeadas é uma das opções de banho mais adequadas para os visitantes que não estão acostumados com as águas furiosas do Oceano Pacífico. As ondas fracas e as temperaturas amenas de suas águas são ideais para crianças e prática de esportes como snorkeling. Duas plataformas de moais restauradas se encontram no local: o Ahu Ature Huki e o Ahu Nau Nau. Anakena está a 18 km a noroeste de Hanga Roa.

- Praia Ovahe
Localizada ao lado de Anakena, é uma pequena enseada rodeada por uma baía rochosa e é uma das poucas praias de areia e adequadas para banhos tranquilos de mar.

- Praia Pea
Essa minúscula faixa de areia, em pleno centro de Hanga Roa, é uma excelente opção para banhistas que não querem se deslocar até a concorrida Anakena. O cenário é muito parecido: uma estreita faixa de areia branca e a imensidão esverdeada das águas do Pacífico.