Moçambique

Moçambique tornou-se conhecido como um paraíso de praia com uma longa costa de praias perfeitas com água morna. As praias são limpas e seguras e muito populares. Também é muito conhecida pelo mergulho, devido à água limpa e morna e inúmeros recifes de coral.

– Ilha da Inhaca
A cerca de 35 km de Maputo, é o ponto de partida para visitar também a Ilha dos Portugueses, Xefina e a Ponta de Santa Maria. Os recifes que circundam estas ilhas são considerados os mais meridionais de África, e os entusiastas do mergulho e do snorkeling encontrarão aqui muito que ver e explorar.

– Reserva de Elefantes de Maputo
Localizada na Província de Maputo (a 79 km a sul da capital), na foz do rio com o mesmo nome, integra a Área de Conservação do Lubombo, um projeto de conservação internacional, que inclui territórios de Moçambique, África do Sul e Suazilândia. Em 1975 um grande número de animais foram trazidos para a reserva, vindos da Reserva de Umfolozi, na África do Sul, mas apenas 200 elefantes sobreviveram à Guerra Civil. A reserva tenta atualmente, recuperar a sua população animal. É famosa pelas manadas de elefantes e pelos bandos migratórios de flamingos e pelicanos.

– Parque Nacional do Limpopo
Depois de anos de guerra, o sonho da reabilitação e recuperação da outrora rica vida selvagem de Moçambique tornou-se uma realidade, bem como o de se ligarem vastas zonas de áreas protegidas, cruzando fronteiras. O Parque Nacional do Limpopo faz parte do Grande Parque do Limpopo, uma área de conservação transnacional que, além deste parque engloba os Parques Nacionais de Banhine e Zinave, em território moçambicano, inclui territórios da África do Sul (Kruger Park) e do Zimbabué (Gonarezhou National Parque). No seu todo, o parque compreende uma grande diversidade de vida selvagem, com 147 espécies de mamíferos entre os quais se incluem elefantes, rinocerontes, várias espécies de cabritos, búfalos, cerca de 500 espécies de pássaros e ainda 2000 espécies de vegetação.

– Província de Inhambane
Possui excelentes praias que se estendem ao longo da costa. No interior existem vários de parques naturais onde podem ser observadas fauna e flora variadas. Na cidade de Inhambane, capital da Província, pode ser visitado o museu local. Localizado nesta província está o Parque Nacional Marinho do Bazaruto, com uma área de 1.400 Km2.

– Arquipélago de Bazaruto
É uma reserva natural, de beleza rara, situado à beira mar. Constituída por 5 ilhas: Bazaruto, Santa Carolina, Magaruque, Benguerra e Bangué. Classificado como Parque Nacional, usufrui de proteção especial que lhe permite manter a beleza da sua paisagem natural intacta e aos habitantes nativos preservar a sua cultura ancestral. As praias são desertas e o mar impoluto é percorrido por raias, tubarões-baleia, tartarugas e golfinhos.

– Beira
Cidade encantadora de ambiente tranqüilo e um dos portos mais importantes de Moçambique. Possui boas praias, como Macuti.

– Ilha de Moçambique
Decretada pela UNESCO como Patrimônio Mundial da Humanidade, em 1996, a ilha foi a primeira capital do país, e a mistura da cultura e historia africana, árabe e portuguesa, lê-se facilmente nas mesquitas e igrejas, edifícios coloniais e casas tradicionais, a fortaleza impressionante e as velhas casas portuguesas, algumas com 500 anos.

– Pemba
Cidade histórica situada na baía com o mesmo nome, constitui também um importante centro turístico. A praia de Wimbe, banhada pelo Índico nos tons de azul que ora é verde ora cor de céu, é talvez o seu maior atrativo. Para o norte, ao longo de 200 Km de costa, estende-se o Arquipélago das Quirimbas, constituído por 32 ilhas. De entre elas ressalta pela sua importância histórica, beleza natural e magníficas praias, a Ilha de Ibo que, no passado, foi um importante centro comercial, primeiro dominado pelos árabes e depois pelos portugueses.

– Parque Nacional da Gorongosa
Situado na zona noroeste da província da Beira, próximo da fronteira do Zimbábue, podem ser observados muitos animais, que nos últimos doze anos têm regressado e têm-se aqui multiplicado.

Em Moçambique, os meses de verão são de outubro a março. Durante este tempo, o nível de umidade é alto e as temperaturas chegam a mais de 30°C em muitas áreas.

De janeiro a março, a incidência de chuvas é maior, sendo conhecida como a estação dos furacões.

A melhor época para visitar Moçambique é entre os meses de abril e setembro.

Documentação

BRASILEIROS: são aceitos somente Passaporte (validade mínima de 6 meses) com no mínimo 3 páginas em branco.

ESTRANGEIROS: é necessário RNE original e Passaporte. Importante verificar se o país de destino exige visto de seu país natal.

MENORES de 18 anos – autorização por autenticidade* de pai e mãe, com firma reconhecida em 3 vias (para menores viajando sem a presença do pai e da mãe, acompanhados por terceiros maiores e capazes). A mesma regra aplica quando acompanhados por apenas um dos pais, autorização por autenticidade* do genitor que não viajará.

* Firma reconhecida por autenticidade: significa que ambos os pais devem comparecer pessoalmente ao cartório para providenciarem o documento de autorização.
**O novo passaporte brasileiro (cor azul) não registra s filiação do viajante (não consta os nomes dos pais). Por isso, os menores de idade, viajando ou não acompanhados dos pais, além do passaporte válido, também deverão apresentar no check in, o RG ou Certidão de Nascimento original. Isso é necessário para confirmar a paternidade do menor.

Vacinas

– É obrigatória a apresentação do comprovante internacional de vacinação contra a Febre Amarela (tirada com no mínimo 10 dias antes do embarque).

  • Covid 19.

Destaques

Argentina: De Buenos Aires à Patagônia

Buenos Aires, Ushuaia, El Calafate, El Chalten, Península Valdez, Mendoza e muito mais.. roteiros personalizados de acordo com perfil do viajante!

Jalapão Reveillon 2022

Conheça as águas do Jalapão, incríveis cachoeiras opte por um Reveillon diferente!

Carnaval Costa Rica – 2022

Experiência de Viagem à Costa Rica no Carnaval 2022, flora exuberante e natureza plena!

Serra do Cipó Light – Rios, Cachoeiras e Sítios Arqueológicos

Santuário de biodiversidade Serra do Cipó, localizada na Serra do Espinhaço a 100km de Belo Horizonte, vem com a gente!

Rota das Emoções – Lençóis Maranhenses, Delta e Jericoacoara

Impressionante viagem por uma das mais singulares regiões do globo, a Rota das Emoções – Jeri, Delta e Lençóis.

Traduções »